Trouxe aqui para o blog uma das tags que me marcaram no IG: Séries, Livros e Filmes. Fui marcada pelo instagram vickesuaestante, confira!
— 1. Um livro que você tem preguiça de terminar: Diário de Anne Frank .
— 2. Série que precisa começar a ver mas fica enrolando: Stranger Things .
— 3. Filme que já assistiu mais de duas vezes: Simplesmente Acontece . 
— 4. Personagem de série favorito: Captain Hook (Once Upon a Time) . 
— 5. Livro que você comprou faz tempo, mas nunca leu: Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século . 
— 6. Livro que você achou que iria prestar, mas te decepcionou: O teorema Katherine . 
— 7. Série mais engraçada na sua opinião: The Big Bang Theory . 
— 8. Livro que você não vê a hora de lançar o filme: a série Hush Hush (com uma boa adaptação, por favor)... mas nem anunciado foi ainda, então! . 
— 9. Filme mais aguardado: Não recordo de nenhum no momento.  
— 10. Série que você vai chorar quando acabar: Once Upon a Time


Siga no instagram!
@sobresuaestante

Categorias:

Nome: Cidade dos Etéreos
Autor: Ranson Riggs
Editora: Intrínseca
Classificação: ★★★



"Cidade dos etéreos dá sequência ao celebrado O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.

Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.
Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante."


Opinião da Nah: Ao contrário do primeiro livro da trilogia, Cidade dos Etéreos me deixou presa a história desde o primeiro momento. Consegui adquirir uma ligação maior com os personagens em comparação ao primeiro livro e adquiri grande carinho por cada uma das crianças. 

Jacob aprendendo a controlar suas habilidades foi algo muito interessante também, o que me deixou bastante impressionada pela construção das peculiaridades do personagem. Com o ambiente da segunda guerra sendo mais presente, fiquei ainda mais apaixonada pelo livro, já que adoro o tema. 

Gostei muito da participação dos peculiares na história toda. Cada um deles mostrou sua importância e teve seu momento heroico, adoro quando isso acontece. Sem contar que o final do livro foi uma surpresa enorme e quando terminei a última página, só queria saber como a trilogia vai terminar. Estou ansiosa para começar o próximo.

Para resenhas rápidas e interações, siga no instagram:
@sobresuaestante





Nome: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
Autor: Ranson Riggs
Editora: Leya
Classificação: ★★★




Tudo está à espera para ser descoberto em 'O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares', um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.
Adorei os comentários de alguns dos meus autores queridinhos! 


"Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente. Estou ansioso para o próximo volume da série!"Rick Riordan, autor da série Percy Jackson e Os Olimpianos

"Um romance tenso, comovente e maravilhosamente estranho. As fotos e o texto funcionam brilhantemente juntos para criar uma história inesquecível."John Green, autor de A culpa é das estrelas













Opinião da Nah: Confesso que tive problemas na leitura, no início da história. A leitura parecia 
se arrastar até a metade, o que me fez deixar o livro de lado por quase um mês. Essa semana, decidi que queria retomar a leitura. Mais algumas páginas e wow! Não conseguia parar de ler. Meu grande problema foi o início da história que me pareceu lenta e chata. 

Apesar de tudo, Ranson Riggs conseguiu criar um universo bizarro e muito interessante (quando a história começou a realmente se desenrolar), algo que eu nunca tinha visto. As fotos que o livro contém tornam a atmosfera de leitura ainda mais "creepy" e um quê de "bizarro cômico". Alguém entendeu algo do que eu disse? Pois é, não tenho palavras para descrever esse cenário que, apesar de ter demorado a me conquistar, o fez de forma arrebatadora. 

Onde posso adotar minha criança peculiar? 

Para ficar por dentro de tudo e de resenhas rápidas, siga no instagram!
@sobresuaestante




Nome: E não sobrou nenhum
Autora: Agatha Christie
Editora: Globo Livros
Classificação: ★★★★



"Uma ilha misteriosa, um poema infantil, dez soldadinhos de porcelana e muito suspense são os ingredientes com que Agatha Christie constrói seu romance mais importante. Na ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano, dez pessoas sem nenhuma ligação aparente são confrontadas por uma voz misteriosa com fatos marcantes de seus passados.
Convidados pelo misterioso mr. Owen, nenhum dos presentes tem muita certeza de por que estão ali, a despeito de conjecturas pouco convincentes que os leva a crer que passariam um agradável período de descanso em mordomia. Entretanto, já na primeira noite, o mistério e o suspense se abatem sobre eles e, num instante, todos são suspeitos, todos são vítimas e todos são culpados.
É neste clima de tensão e desconforto que as mortes inexplicáveis começam e, sem comunicação com o continente devido a uma forte tempestade, a estadia transforma-se em um pesadelo. Todos se perguntam: quem é o misterioso anfitrião, mr. Owen? Existe mais alguém na ilha? O assassino pode ser um dos convidados? Que mente ardilosa teria preparado um crime tão complexo? E, sobretudo, por quê?
São essas e outras perguntas que o leitor será desafiado a resolver neste fabuloso romance de Agatha Christie, que envolve os espíritos mais perspicazes num complexo emaranhado de situações, lembranças e acusações na busca deste sagaz assassino. Medo, confinamento e angústia: que o leitor descubra por si mesmo porque E não sobrou nenhum foi eleito o melhor romance policial de todos os tempos."

Opinião da Nah: Esta leitura, foi na verdade, uma releitura. Tenho o hábito de reler alguns livros depois de um tempo e já tinha esquecido algumas partes da história. Mesmo tendo alguns detalhes em mente, a história de Agatha Christie é tão bem construída que me cativou da mesma maneira, como se estivesse lendo pela primeira vez. 

O livro só não ganhou 5 estrelas por pequenos detalhes que para mim poderiam ser diferentes e tornariam a história ainda mais atraente e emocionante. Porém, apesar disso, o livro não decepciona. Foi uma mistura de vários sentimentos ao ler a história e isso torna tudo muito melhor! Vale muito a pena fazer a leitura, utópicos. 


Resenhas rápidas e fotografias, siga no instagram do blog!
@sobresuaestante


Nome: As Gêmeas do Gelo
Autor: S. K. Tremayne
Editora: Bertrand Brasil
Minha classificação: ★★★★★



Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade — que ela é, na verdade, Lydia — o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado — o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?' 

O que eu achei? 
 Fiquei realmente fascinada pelo final da história e como me surpreendeu. Sabe aquela leitura que te deixa completamente ansiosa para entender todo o mistério? Isso resume a leitura desse livro. Achei bastante bem construído e contado, a narrativa flui de uma maneira muito boa. Em várias partes você se pergunta o que é verdade e o que faz parte da mente de Sarah Moorcroft. Muitas reviravoltas, questionamentos e duvidas surgem no decorrer da história, o que a torna ainda melhor. Vale cada segundo da leitura!

Siga o blog no instagram para atualizações (quase) diárias! 
@sobresuaestante



Sinto que estou atrasada na leitura desse livro, provavelmente a maioria dos bookaholics já leu! Caso não tenha lido, aqui vai a sinopse: 

Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.

Quando li essa sinopse, a vontade de ler este livro foi imensa! E o livro é realmente muito bom. Comecei a lê-lo no início da tarde e no final dela já havia terminado. A leitura é cativante e prende muito a atenção.  

Pontos positivos: a história trata de pontos muito interessantes sobre a questão de gênero. A personagem principal, A, não tem um gênero definido no decorrer da história. E isso que torna o livro ainda mais único. Gosto também da desconstrução de Rhiannon, que no início me parece bastante relutante com isso e depois acaba por se envolver, de verdade, com A. Além disso, a história é bastante fluida, fácil de ler e realmente prende atenção do início ao fim. 

Pontos negativos: O FINAL! Quando li a última página, estava esperando por mais alguns capítulos. Fiquei criando o resto da história apenas na minha imaginação. 

Mesmo com o desfecho insatisfatório, vale muito a pena reservar um tempinho para ler a obra, tenho certeza que não irá se arrepender.

Classificação: ★★★



Acredito que vários leitores tenham certo preconceito com e-readers! A leitura no papel é insubstituível, por vários motivos: o cheiro de livro novo, poder manusear e observar a capa... sem falar que é ótimo adicionar um livro lido na estante colorida.

Entretanto, o leitor digital também possui vários benefícios, confira!

1. Vários livros num lugar só.
É muito útil para quando você pretende fazer longas viagens e sua leitura é rápida. Não dá para carregar 3 livros grandes na bolsa, sem falar que tenho muito medo de amassá-los. O leitor digital é uma alternativa "segura" para isso. Você não fica sem ler e não estraga seus livros.
2. É leve e pode ser levado para todos os lugares.
Naqueles momentos que você precisa esperar em longas filas, sair com uma bolsa pequena ou não quer carregar peso, o e-reader ajuda bastante. Cabe em lugares pequenos e não pesa quase nada.
3. Ler no escuro.
Se seu leitor digital vem com luz, essa é um grande benefício. Nas viagens a noite, no quarto antes de dormir... chega de precisar ficar ouvindo sua mãe dizer: "Não lê no escuro, meninx!"
4. E-books são mais baratos e fáceis de encontrar.
Se a grana está curta e você quer muito ler o livro, um e-book é uma alternativa mais barata. "Mas e o preço do e-reader?" Eles já foram mais caros, mas mesmo que não sejam tão baratinhos, com o tempo, vai recompensando.
Meu leitor digital é o Lev da Saraiva. Foi presente de um familiar e fiquei bastante feliz com ele. Ele conta com luz própria e a paginação/diagramação dá a impressão de estar lendo um livro de papel. Dentro dele cabem milhares de e-books e a bateria dura SEMANAS. Outra marca, ainda mais conhecida, é o Kindle da Amazon.

Espero ter ajudado, boa leitura para vocês!
Dois beijos ❥